Feminismo lésbico - O compilado

Mulheres lésbicas sempre povoaram o feminismo. Em mais de meio século de feminismo lésbico, muita coisa foi escrita — nem todas elas convergem entre si, e algumas discordâncias podem ser encontradas nesse compilado. Lésbicas — feministas ou não — escreveram muita coisa sobre suas vivências, suas políticas e seus planos para dizimar o patriarcado. Esse compilado não tem a pretensão de abarcar toda a pluralidade do que lésbicas escreveram ao longo da história, mas iniciar alguns conceitos básicos através dos quais as teorias lésbicas foram desenvolvidas. A intenção foi de colocar só textos em português, o que pode ter limitado um pouco as teorias apresentadas.

Um dos pontos mais sensíveis nas teorias lésbicas é a questão do separatismo. Separatismo dentro do contexto feminista é a prática política de separar-se cultural, política, afetiva e sexualmente de homens e focar suas energias em relações com mulheres, eróticas ou não. As teorias feministas e lésbicas fundamentaram o separatismo tanto enquanto tática — a criação de espaços e coletivas exclusivos para mulheres, por exemplo — quanto enquanto objetivo — há lésbicas que defendem o separatismo como fim em si mesmo, ou seja, não necessariamente como estratégia política para derrubar o patriarcado, mas como um objetivo final. Há níveis diferentes de separatismo. Existem lésbicas que não se reivindicam feministas radicais, não se reconhecem enquanto da mesma classe que o resto das mulheres, e separam-se inclusive de mulheres heterossexuais. Não serão abordados todos os separatismos aqui, mas é necessário que se fique atenta a qual o nível de separatismo que cada teórica lésbica está falando.

Esse compilado não é apenas direcionado a mulheres lésbicas. Todas as mulheres que pretendem fazer feminismo precisam estudar o feminismo lésbico. É o lesbianismo enquanto foco, energia e amor entre mulheres que nos livrará do patriarcado.

É recomendado que se leia na ordem proposta. Vamos lá:

Contexto histórico

Sheila Jeffreys — Libertação Gay e Feminismo Lésbico (Unpacking queer politics — capitulo 1)

Jules Falquet — Breve resenha de teorias lésbicas

Marilyn Frye — Feminismo lésbico e movimento gay: outra supremacia masculina, outro separatismo

Heterossexualidade compulsória

Adrienne Rich — Heterossexualidade Compulsória e Existência Lésbica

Monique Wittig — O pensamento Heterossexual

Fêmea Brava — O estupro lesbofóbico “corretivo”

Marilyn Frye — Você precisa ler lésbica para ser feminista?

Feminismo Lésbico — Amor entre mulheres

Adrienne Rich — O significado do nosso amor pelas mulheres é o que devemos expandir constantemente

Andrea Franulic — Lesbianismo e Diferença Sexual

Feminismo lésbico — construção social da sexualidade

Sheila Jeffreys — Crítica ao determinismo biológico para a sexualidade

Feminismo lésbico — politizando a sexualidade

Radical Lesbians — A mulher que se identifica com a mulher

Margarita Pisano — O amor homo-lésbico

Laura Couto — Porque você quer se parecer com um homem?

Audre Lorde — O sadomasoquismo na comunidade lésbica

Janice Raymond — Trazendo a política de volta ao lesbianismo

Feminismo lésbico — Lesbianismo político

Fúria Raiz — O que é Lesbianismo político?

Radical Lesbian Feminists — Lesbianismo político — rebatendo o mito

Raça

A Coletiva do Rio Combahee — Uma declaração Negra Feminista

Cheryl Clarke — Lesbianismo, um ato de resistência

Anna Lee — Uma separatista negra

Vivienne Louise — Desejo genuíno

Separatismo

Anna Lee — Por amor ao separatismo

Marilyn Frye — Separatismo e poder

Carol Anne Douglas — Separatismo: quando e por quanto tempo?

Charlotte Bunch — Lésbicas em revolta

Charlotte Bunch — Perseverance Further: Separatismo e nosso futuro

Lesbofobia nas políticas queer

Lezbehonest — Sobre o apagamento das lésbicas na política queer

Fúria Raiz — Mulheres, abandonem o movimento LGBT

Sheila Jeffreys — Teoria e Políticas Queer e a Crítica Feminista Lésbica (Unpacking queer politics — Capitulo 2)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui