Não existe liberdade sexual em uma cultura do estupro.

Então agora cá estamos nós, onde você grita por aí “meu corpo, minhas regras” e acredita piamente que é livre só porque pode “dar para quem quiser”, e pode mostrar o seu corpo da maneira que desejar e mandar nudes na internet. Volte duas casas, amiga. Há muitas outras coisas que estas mulheres que nos precederam também disseram e que você não prestou muita atenção. Uma delas era que vivemos em uma cultura do estupro e que toda relação heterossexual é pautada por hierarquia e dominação e que portanto não há liberdade sexual possível enquanto essa lógica não for subvertida.

Read more

Você já escutou sobre cultura do estupro, mas você já escutou sobre cultura da pedofilia?

A pedofilia não é quase tão tabu, nem vergonhosa, nem repulsiva para a sociedade, como você afirma ser. Eu queria que fosse. Muito em detrimento das mulheres em todo o mundo, seus desejos são refletidos para você infinitamente, produzidos em massa em uma escala global para atender a uma demanda cada vez maior.

Read more

Visível ou Invisível: crescer fêmea numa cultura pornificada

A onda atual de imagens pornográficas soft-core normalizou o visual da pornografia na cultura cotidiana a tal ponto que qualquer coisa menos parece desleixada, primitiva e completamente chata. Hoje, uma menina ou jovem procurando uma alternativa para a aparência de Britney, Paris, Lindsay logo chegará à triste conclusão de que a única alternativa a parecer “fodível” é ser invisível.

Read more

Por que a esquerda não aceita que a base da prostituição é um racismo brutal?

O tráfico de escravos está vivo e passa bem, mas foi repaginado dentro do capitalismo neoliberal. Durante o ato da prostituição, os corpos de mulheres e garotas são colonizados pelo homem que as usa. Como a esquerda pode ignorar isso, enquanto afirma estar lutando por uma sociedade igualitária livre de opressões, é algo além do que posso compreender.

Read more