Estupro, cultura de estupro e o problema do patriarcado

Algumas dessas feministas argumentaram que “o estupro é sobre o poder, não sobre sexo”, mas outras feministas foram mais profundas, apontando que, quando as mulheres descrevem o alcance de suas experiências sexuais, fica claro que não existe uma distinção evidente entre o que é estupro e o que não é estupro, mas sim um contínuo de intrusão sexual na vida das mulheres pelos homens. Sim, os homens que estupram buscam um senso de poder, mas os homens também usam seu poder para conseguir sexo das mulheres, às vezes sob condições que não são legalmente definidas como estupro, mas que envolvem diferentes níveis de controle e coerção.

Read more